Meus Fantasmas

Meus Fantasmas

Calo-me

mas na ausência de som me encontro

nos dias que escaparam

de certa forma ainda estou ali.

Qual um diamante a ser encontrado

fico ali encolhido

escondido do mundo

tentando encontrar um novo rumo.

Diante de tantas caixas

que se acumulam

cheio de sonhos retraídos

cheios de mim, eu fico ali…

quantos rostos

hoje retratos envelhecidos

lembranças

pedaços de minha vida, minha coleção.

Crise de adolescência

crise dos vinte

crise dos trinta

crise desistêncial.

calo-me

e me encolho

afogo-me

e fico ali.

Dimythryus / 05/03/2013

SP – Capão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *